Nem só de negócios vive a Paulista

As personagens da avenida que se contrapõem ao cenário de engravatados

1)      A proposta da reportagem especial é contar um pouco da história e trazer à tona os principais personagens que frequentam a av. Paulista – desde o hippie que ficou famoso pelos vídeos disponíveis na internet até os dançarinos que aos domingos imitam Michael Jackson em frente a um shopping.

2)      Proponho essa pauta inspirada pelas caminhadas que tenho feito na Paulista e pelo contato que tenho feito com essas pessoas que têm a avenida como um meio de ganhar dinheiro, compondo um cenário peculiar e surpreendente.

3)      A avenida Paulista é tida como uma avenida diferente de todas as outras. Não sem motivo é a preferida para grandes eventos de rua, shows, passeatas e comemorações. Ela tem charme e coração. Ela é como se fosse um pequeno mundo na selva de concreto da cidade de São Paulo. Penso que a magia da Paulista tem muito a ver com esses personagens. São eles e suas histórias que despertam imensa curiosidade.

4)      A pergunta que faço ao propor essa reportagem especial é: “Quem são as pessoas que personificam a av. Paulista?”.

5)      A reportagem estaria fundamentada nas entrevistas com esses personagens (quatro no máximo) e com representantes de associações da região que amparam essas pessoas, muitas vezes artistas de rua, vendedores ambulantes etc. Será imprescindível enriquecer a reportagem com a evolução histórica da avenida antes e após a chegada do metrô.

6)      O que para mim torna a reportagem especial é trabalhar não apenas com os “objetos” (edifícios, parques, museus, lojas, restaurantes, teatros etc.), mas com pessoas, com o encanto dos “personagens” que fazem parte de alguma forma da avenida e que contribuem para ela seja encarada como “mágica” na cidade de São Paulo.

7)      O foco principal é a caracterização humana dos personagens.

8)      Quem faz a Paulista não são apenas os engravatados, ou seja, o mundo dos negócios.

9)      Estabelecer a posição estratégica da avenida. A Paulista ocupa o alto de um espigão, divide o centro dos Jardins. Erraram os que, lá atrás, previram que o surgimento da Faria Lima roubaria o charme da Paulista.

10)   Associação Paulista Viva, São Paulo Turismo (SPTur), síndicos de prédios etc.

11)   Quem seriam esses personagens: Hippie Piauí, o Michael Jackson da Consolação, os equatorianos que tocam no metrô brigadeiro, a banda Chupisco, a mulher que pinta quadros e os expõe em frente ao banco Itaú. Antes da definição das entrevistas, listar as pessoas que são conhecidas na avenida Paulista.

12)   Fazer o levantamento da importância econômica da Paulista, dos negócios que movimenta, das manifestações e eventos anuais que atrai, do cenário natalino que a transforma em pura magia no mês de dezembro etc., para nessa moldura inserir o tema central da reportagem.  Também vale a construção de uma linha do tempo, para destacar a importância histórica da avenida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s