Perfil – Valéria Piassa Pollizi

Pretendo realizar o perfil de Valéria Piassa Pollizi, que descobriu ser soro positivo no ano de 1989, época em que pouco se sabia de fato sobre a AIDS. Ela foi uma das primeiras mulheres a apresentar a doença.

O transmissor do vírus foi o primeiro namorado com quem ela se relacionou dos 15 aos 16 anos. Descobriu ser portadora do vírus aos 17, às vésperas de uma viagem para os Estados Unidos.

Acredito que Valéria se destaque da multidão pelo modo como lidou com a doença desde o início. Há 24 anos atrás, receber esse diagnóstico significava ter ,no máximo, mais 3 meses de vida . Apesar de todos os sintomas que se manifestam devido a AIDS, além do preconceito que os portadores sofrem até hoje, Valéria se mostrou confiante na maior parte do tempo.

Em 2000, incentivada pelos amigos, ela decidiu escrever um livro que contasse sua história o que mais uma vez mostrou sua coragem e seu diferencial. No início, ela diz ter relutado bastante, mas como não queria que outras pessoas passassem por essa situação, criou coragem para colocar tudo no papel. Depois daquela viagem conta todos os desafios enfrentados por ela de modo bem descontraído para que possa atingir, principalmente, o público adolescente. O livro foi traduzido para diversas línguas.

Quase três décadas depois de ter descoberto a AIDS, Valéria não se preocupa mais com a cura da doença. Diz levar uma vida normal: terminou a faculdade de jornalismo, casou-se, pensa em ter filhos e se dedica integralmente a prevenir crianças e adolescentes através de palestras.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s